Governo não se mostra disposto a negociar e servidores podem fazer greve em março

campanha salarialSITE

Um dia depois do lançamento da campanha salarial dos servidores federais, a Condsef realizou, ontem, a primeira reunião do ano do seu Conselho Deliberativo de Entidades (CDE). Era consenso entre os presentes na atividade de que o ano de 2014 não será fácil para categoria. Ao receber uma comitiva de sindicalista na quarta-feira passada, o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planeja-mento, Sérgio Mendonça, disse com todas as letras que o governo não tem nada a oferecer aos servidores e que dificilmente irá antecipar para este ano o reajuste previsto para 2015.

 
Em outras palavras, o ano já começa difícil para a luta dos servido-res federais, que, se quiserem avançar nas conquistas, terão que se mobilizar e lutar. Na reunião do CDE, diante da sinalização do governo, as entidades filiadas à Condsef aprovaram um indi-cativo de greve para segunda quinzena de março, caso o Executivo continue intransigente. Dentro dessa estratégia, o CDE avaliou a necessidade de todas as entidades do Fórum Nacional dos Servidores – mais de 20 – participarem do movimento.

 
“Se for para fazer como no ano passado, quando apenas a Condsef e a Fasubra paralisaram, tudo fica mais difícil. O ideal é que, se tiver greve, to-das as categorias de servidores fede-rais entrem”, pontua Fernando Lima, diretor de Imprensa do Sindsep-PE, que está em Brasília desde quarta-feira participando das atividades que envolvem o lançamento da campanha salarial. Além de Fernando, ainda fazem parte da comitiva de Pernambuco os diretores Paulo Batista e José

 

 

Também dentro da programa-ção, ontem pela manhã, no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputa-dos, aconteceu um seminário sobre dívida pública, tendo como palestrante Maria Lúcia Fattorelli, da Auditoria Cidadã. Hoje, todas as entidades do Fórum Nacional dos Servidores Federais se reúnem para fazer uma avaliação do cenário e tirar os encaminhamentos.

 

 

PERNAMBUCO
Com o lançamento nacional da campanha salarial, os sindicatos, nos estados, já estão organizando a mobilização local dos servidores. Em Pernambuco, em reunião realizada na última terça-feira, o Fórum Estadual do funcionalismo federal definiu 19 de fevereiro como a data para o lançamento da campanha no Estado. Na próxima terça-feira, o Fórum volta a se reunir para discutir o local, o formato e o horário do ato.

 

 

Antecipando-se às atividades, o Sindsep-PE já começa na próxima se-gunda-feira as assembleias da campanha salarial. Será no auditório da Funasa, às 9h, reunindo não só os servi-dores do órgão, como também os do Ministério da Saúde, do Ageu Magalhães, do Sesai e da Anvisa.
Além de discutir os pontos da campanha salarial, a assembleia contará ainda com a participação do setor jurídico do sindicato para explicação acerca de mais uma ação judicial em defesa dos servidores que a entidade estará entrando. Trata-se de uma medida contra os aumentos abusivos do plano de saúde CapeSaúde. Confira acima o edital específico da convocação do processo contra o CapeSaúde.